3D infomática
26 de Agosto de 2013 - 22:37:46

Ode à Brochada-Manifesto pela volta do sexo sem O COMPRIMIDO AZUL

Com essa sensação de ser insaciável, o falo fica tão tomado de ego, que morre de medo de falhar. Pelos mais diversos motivos, aquele jovem que de fora parecia tão viril já não consegue mais confiar no seu taco. Precisa sempre de um aditivo artificial pra garantia de sucesso. Não representar quando se é solicitado, jamais. Isso elimina o direito à brochada, que como já dissemos aqui antes, deixa o homem mais humilde. Brochar é preciso. Brochar tira o ego do falo. Brochar elimina uma enganosa sensação de perfeição, de imponência.

Censura:18 anos

Fonte: Casal Sem Vergonha

 

A nossa geração tem privilégios que as passadas não tiveram, como GPS, Google e máquina de lavar louça, mas nem tudo são flores. Hoje vivemos um problema que, até algumas décadas atrás, não existia: a artificialização do ser humano. Esse fenômeno que começa em se submeter a cirurgias somente por algum motivo estético em nome de seguir um padrão de beleza, de tempos para cá atingiu outro nível preocupante: a artificialidade na cama. Não, não me refiro aos orgasmos fingidos, e sim à potência fingida. Aquela que se é adquirida com um comprimido azul, ou com outros variáveis, e que agora traz para o sexo uma falsa sensação de infalibilidade. A potência, como já se era de esperar, gera prepotência.

Eis que você está saindo com aquele cara sarado e gostoso, e imagina que na cama a história vai se repetir. Na consumação do ato,  você de fato se depara com nada mais nada menos do que uma rocha. “Uau? Tudo isso por minha causa?”. Você então começa a reparar que isso acontece sempre. Quando chega a hora, o sujeito está sempre ereto, duro, imponente. Mesmo depois de uma noite virada sem dormir. Ou depois de um dia estressante no trabalho. Mesmo depois da balada, quando a noite já virou dia. E não somente uma vez, é claro. Duas, três, quatro, cinco. Quantas você aguentar.

Com essa sensação de ser insaciável, o falo fica tão tomado de ego, que morre de medo de falhar. Pelos mais diversos motivos, aquele jovem que de fora parecia tão viril já não consegue mais confiar no seu taco. Precisa sempre de um aditivo artificial pra garantia de sucesso. Não representar quando se é solicitado, jamais. Isso elimina o direito à brochada, que como já dissemos aqui antes, deixa o homem mais humilde. Brochar é preciso. Brochar tira o ego do falo. Brochar elimina uma enganosa sensação de perfeição, de imponência.

Brochar também é uma forma de saber com quem se está do lado. As parceiras no sentido real da palavra vão querer dar carinho, trazer pro peito e dizer que está tudo bem. Talvez vocês durmam abraçados num sono quentinho ou então continuem a brincadeira sem um dos jogadores do time. Essa é uma boa hora pra aprender que dá pra fazer um bom estrago mesmo com um time incompleto.

Além disso, um homem que não brocha nunca deixa toda uma legião na desvantagem. Aqueles homens reais, que não usam de aditivos no sexo, acabam sendo menosprezados por algumas mulheres que acreditaram que a performance britadeira invencível de outros caras era real. Nem suspeitavam que aquela rigidez toda era por causa de um certo comprimido, e não necessariamente por causa delas.

Vale lembrar que não estamos nos referindo aos homens que têm realmente problemas reais e que precisam do remédio para funcionar. Nesses casos, nosso total apoio. A reflexão aqui é sobre garotos, ainda na flor da idade, uns brotos como diriam as nossas avós, tendo de recorrer a um anjo azul na hora em que a coisa aperta.

Por isso, fica aqui um manifesto por um sexo mais orgânico, sem aditivos. Por um sexo feito por gente normal, passível de falha, passível de negar fogo caso por algum motivo seu corpo esteja se recusando a continuar. Por um mundo onde falhar é ok, e onde há sempre uma segunda chance.

Porque se corpos naturais estão em sério risco de extinção, precisamos fazer com que um sexo real seja, o quanto antes, tombado como um Patrimônio da Humanidade.

O conteúdo dos artigos, não expressa necessariamente a opinião do Portal Patyeventos, sendo de inteira responsabilidade do autor.

Comentários

Preencha os campos abaixo corretamente e aperte Enviar.
Um valor é requerido.
Um valor é requerido. Formato inválido.
Um valor é requerido. Um valor é requerido. O valor excedeu o número de caracteres.

CAPTCHA

Um valor é requerido.
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

São Ludgero - Santa Catarina

(48) 9978-9300 - patricia@patyeventos.com.br

Como Contratar

©2012 - Paty Eventos - Todos os direitos reservados